segunda-feira, junho 13, 2005

Coisas da Vida - as lombadas e as lambadas

Vi no outro dia na televisão um excerto de uma entrevista qualquer: "crescer numa casa com livros é muito diferente de crescer numa casa sem livros."

E assim - a pensar - fiquei.


Mona Lisa, L. da Vinci.

10 Comentários:

Às 13 junho, 2005 22:23, Blogger Mónica disse...

Eu concordo

***

 
Às 14 junho, 2005 09:41, Blogger maria borboleta disse...

E eu acrescento aos livros, os quadros!

 
Às 14 junho, 2005 10:34, Anonymous boodah disse...

Aos livros e aos quadros eu acrescento a musica!

 
Às 14 junho, 2005 15:35, Anonymous molotofita disse...

eu ainda acho que todas essas "muitas coisas" são pura e simplesmente inúteis enquanto apenas como presença na casa das pessoas... é necessário que exista um verdadeiro amor pelas coisas, que elas ganhem movimento, que se tornem em si, verdadeiramente suas

aí então poder-se-á afirmar
estes entranharam-se nos "lugares"
de emoções de ser humano que estas coisas pretende veicular

 
Às 14 junho, 2005 16:52, Blogger su disse...

Pode ser verdade, mas a grande diferença é entre o ter o gosto de ler e não o ter.
Posso não ter livros em casa e amar ler. Uma antiga colega minha e boa amiga poucos livros tinha, mas lia muito, na biblioteca, emprestados, como pudesse...
Contrariamente, existe quem tenha livros para enfeitar a estante. Mesmo aqui em casa, muitos livros estão cá desde que nasci e nunca peguei neles.

 
Às 15 junho, 2005 01:14, Anonymous P disse...

nah nahhhh na nan hahhhhh (música do congresso) LOL

 
Às 15 junho, 2005 22:11, Blogger Arroz de Estragão disse...

Olha, olha a Mónica! Tinhamos saudades tuas!

Beijos

Creio que concordo com todos :)

Só há uma coisinha, mesmo que não haja o gosto pela leitura, é bem melhor nascer numa casa com livros, creio. Nem que seja para criticar as lombadas empoeiradas.

Mais, a minha intenção inicial era mais metafórica: tinha mais que ver com o grau de educação dos pais, e com o reflexo desta na educação dos filhos.

Aliás, uma pergunta: as pessoas que nascem em "casas com livros" desenvolvem, tendenciosamente, um maior gosto literário do que as pessoas que nascem em "casas sem livros"?

A minha experiência estatística diz-me o contrário. E a vossa?

 
Às 19 junho, 2005 02:32, Anonymous Anónimo disse...

A necessidade/curiosidade conduzem a procura. Os que não os têm desenvolvem é, talvez, um carinho especial por a sua conquista.

Quem cresce cercado de livros tende a olhar para eles como biblôs, parece-me, pelo menos até também eles terem a curiosidade de os abrir...

 
Às 19 junho, 2005 12:45, Blogger Arroz de Estragão disse...

Anónimo: concordamos.

Só falta mesmo responder a uma outra questão: pais literados VS pais ileterados. Façam as vossas apostas :)

 
Às 23 junho, 2005 18:16, Anonymous Anónimo disse...

Nunca conheci ninguém filho de pais letrados que se interessa-se verdadeiramente pelo estudo.
Neste caso, filho de peixe não quer saber nadar.

 

Enviar um comentário

<< Home