sábado, fevereiro 03, 2007

Coisas do Ocidente - os vergados

"Sem dinheiro não se consegue viver."

Frase batida, usada; argumento da banal auto-indulgência dos ocidentais.

Onde estão os sonhos dos quinze anos desta gente toda?!

Então e agora? Agora que tens uma vida 'clean' e organizada; agora que tens um carro, uma casa, um homem ou uma mulher, um filho; agora que poder de decisão tens tu? Nenhum. Decidem por ti; os teus sonhos têm agora outros donos.

Infelizmente, há muito mais gente com a prioridade do dinheiro do que gente com a prioridade dos seus sonhos. E depois há também quem não tenha sonhos, mas disso nada sei.

Dás por ti e a vulnerabilidade é a mesma; agora que não és pobre, faltam-te os amigos, falta-te a alegria, faltas-te. Onde estás?

Crescer é crescer, não é vergar.

"Não fora este medo preguiçoso da instabilidade, eu ainda havia de mudar o mundo."

"E não fora o mundo dar-me uma oportunidade, eu fazia e acontecia."

Peguem nos "ses" e metam-nos no sítio onde doer menos.

4 Comentários:

Às 04 fevereiro, 2007 22:11, Anonymous papoila disse...

eu cá ando atrás do meu...

 
Às 06 fevereiro, 2007 17:19, Blogger HHAAAADD disse...

O sonho é sempre algo de condicional...está conotado e é reflexo da idade, não temos hoje o sonho de sermos astronautas ou bombeiros...
Tal como o nosso crescimento se acentua com a idade, os nossos sonhos serão sempre o reflexo dessa alteração.

O Mundo está cada vez mais movido pelo dinheiro, não quer dizer que pra todos os sonhos seja preciso esse dinheiro, ou por outro lado, o dinheiro substitua os sonhos...nem tanto ao mar nem tanto á terra...
São 2 variaveis que cada um tem de atribuir as respectivas condicionantes.
"A vulnerabilidade" realmente é a mesma, a falta de alguma coisa, o lutar por um fim é sempre inerente ao Homem...mas acaba por falhar e muitas vezes faltar alguma coisa...

Para concluir, acho que o livre arbitrio estará sempre do nosso lado apesar de não termos poder de decisão e directamente dependermos de alguem que acaba indirectamente por nos condicionar potenciais SONHOS....
É a vida...é o mundo que temos...as coisas são mesmo assim...as utopias guardo-as pra outros posts...

Cumprimentos

 
Às 07 fevereiro, 2007 12:50, Blogger Pitó disse...

Peguem nos 'ses' e metam-nos no sitio onde vos doer menos... forte.
Dinheiro, infelizmente, é um mal necessário.
O segredo está em ter o suficiente para teres uma vida confortável, e não demasiado, que te dê a volta ao miolo.
Sabes, tenho um amigo que escreveu um dia:
"Se perguntares a um maluco, o que é que ele mais deseja, tenho certeza de que ele te responderá que é uma almofada"
Sérgio Xavier

Não faz muito sentido, mas isso percebes quem te comentou.
Abraço.

 
Às 08 fevereiro, 2007 20:27, Blogger Arroz de Estragão disse...

Papoila: pois andas...

hhaaaadd: Concordo com tudo o que mencionas e ainda acrascento: enquanto o sonho de alguém for "ter dinheiro" há-de sempre existir "vulnerabilidade" e insatisfação. O mundo enfiou-lhe o barrete.

Um abraço

Pitó! Não sabia que também andavas por estes caminhos! Sejas bem aparecido :)

Já ficas a saber: aqui sou forte, seja para dizer mal seja para dizer bem; e, afinal, de que vale ter muitas coisas se elas não tiverem qualquer profundidade? Na coisa mais impessoal e desintimizada que é a comunicação bloguística, eu escolho provocar, ás vezes, outras escolho que nem deêm por mim...

Apanhaste um dos bons...

Feitas as honras da casa e mostrado o apartamento, passemos ao post per si.

O dinheiro é fodido, mas eu sou mais fodido do que ele ;)

É bom recordar, ainda bem que te lembras!

Mais, e ainda quanto às almofadas, não é estranho que ande tanta gente por aí a dormir?

Um grande abraço, prazer em ver-te por aqui.

 

Enviar um comentário

<< Home