sábado, julho 02, 2005

Coisa de 3 segundos

Em cada três segundos uma criança em África morre de fome... ou com doenças que para nós não são graves... Triste realidade!



Não fiquemos indiferentes a isto, que marca o dia de hoje!

6 Comentários:

Às 03 julho, 2005 13:50, Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro disse...

Infelizmente o impacto do Live 8 é zero, ou muito perto disso. Não é má vontade, mas os verdadeiros benificiados da coisa são os próprios artistas que vêem as vendas disparar. Não é má vontade, repito, mas os problemas de África não se resolvem por aí. Mais discreta passou a notícia de que os EUA vão duplicar a ajuda financeira a África. Duplicar. Mas ao Bush já ninguém atribui intenções altruístas...

 
Às 03 julho, 2005 21:14, Blogger maria borboleta disse...

só espero que esta situação não se mantenha. não se admite! Se é por iniciativas como esta não sei...mas que se faça qualquer coisa! É facto é que ontem o mundo uniu-se por esta causa.

 
Às 03 julho, 2005 21:31, Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro disse...

Claro Maria. Só duvido é que o mundo se tenha unido por "esta causa". O mundo uniu-se pelas estrelas e, indirectamente, por África. Mas se realmente queremos ajudar os países Africanos o mais eficaz é remover todos os regimes totalitários (no "nosso" caso passava já pelo José Eduardo dos Santos) e tornar África num continente apelativo para o investimento internacional. Sim, a «globalização» que os mesmíssimos cantores tanto criticam (Bono and friends) é a única solução. Durantes os últimos 50 anos nenhum outro continente recebeu tanto dinheiro como África. África está mais pobre. As «ajudas» têm sempre um efeito temporário. O trauma das colonizações (Portuguesa, Francesa, Holandesa e Inglesa) ainda está muito presente. É tempo desses complexos acabarem e dos países «desenvolvidos» manifestarem o seu interesse em África. Porque a caridade nunca vai ser suficiente para tirar África da situação suicida em que se encontra.

 
Às 04 julho, 2005 09:26, Blogger maria borboleta disse...

Tenho pena que isto seja uma espécie de saco roto, tudo o que se dá parece pouco. É um facto que África tem recebido muitas ajudas e mesmo assim os problemas, e não são poucos, continuam a existir. O que prova que o problema é mesmo muito grave. É uma triste realidade!

 
Às 04 julho, 2005 13:15, Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro disse...

É triste e alarmante. Estima-se que cerca de 80% da ajuda dos últimos anos tenha ido parar às mãos dos "líderes políticos" Africanos. Daí o "saco roto".

 
Às 05 julho, 2005 15:21, Blogger Arroz de Estragão disse...

O Papa devia ser preto. Deviam linchar os líderes políticos que vendem armas áqueles que, teoricamente, tem o privilégio de não ter capacidade de as fabricar (e, aqui, não vamos ilibar os EUA...); deviam acreditar nas pessoas que vivem nos seus países, em vez de acartar ajuda humanitária exterior (e existe pelo menos uma instituição que pode pôr esse motor a funcionar, a African Union). Deviam sim, adoptar uma atitude globalizante, mas não cultural-contaminante, porque, se a maioria dos países africanos tem algo de bom, é mesmo isso: a genuidade da sua cultura.

Quanto aos tipos (dentro e fora de África) que ganham dinheiro à custa da fome dos outros, deviam ganhar, no mínimo, vergonha.

O mais estranho, é que essas pessoas também somos nós.

 

Enviar um comentário

<< Home