quinta-feira, julho 28, 2005

Coisas das histórias – O homem que não chegou a suicidar-se III

Na primeira gaveta encontrava-se a carta que se destinava a Trinta e Um e, por baixo do desenho de um crocodilo, encontra-se escrito:

” O ódio foi a ferramenta ideal da tua auto-indulgência. Tudo porque quiseste drenar as tuas culpas da pior forma – insistindo em encaixá-las na mente dos outros – em vez de encarar essa besta que, afinal, cresceu na tua inocente criança. Bem que a desejavas, essa criança; mas, uma vez perdida, ela já não se reinventa não é? O pior é que, enquanto se regurgita a criança, também se não é mulher. Tanto tempo perdido...a andar em círculos...

A ti, e só a ti, te digo: a culpa não é minha. Mas sempre fui um tipo extremamente simpático, não era agora que eu ia deixar de o ser e, por isso, até te dou uma pista: qual culpa?”

13 Comentários:

Às 28 julho, 2005 14:06, Anonymous Anónimo disse...

Adorei mesmo...esse teu jeito de escrever é muito completo. Sim completo, é a palavra k mais se adequa.

1 abraço, Tripas

 
Às 28 julho, 2005 14:11, Anonymous Anónimo disse...

Desculpa a inconfidência, a Di é mesmo a Di? não sei se me entendes...


Tripas

 
Às 02 agosto, 2005 10:47, Anonymous Anónimo disse...

Pareces surpreendido ...
Talvez possa ajudar, queres-me perguntar alguma coisa Tripas?


Di

 
Às 02 agosto, 2005 12:00, Anonymous Anónimo disse...

Surpreendido? não será bem o termo...eu lembro-me de conhecer uma Di há bastante tempo através do Xavier, lembro-me pouco mais do k os cabelos loiros.Desculpa a sinceridade...

Não sei se estarei a falar da mesma pessoa, é essa a mh dúvida ou surpresa...
Se é essa Di, cumprimentos...espero k esteja td bem contigo

Tripas

 
Às 02 agosto, 2005 18:05, Anonymous Anónimo disse...

Pois não sei...
Os dados coincidem, percebes, mas isso não é por si uma garantia, é uma probabilidade.

...de ti não me vem nada à memória, mais sincera que isto não posso ser :( Talvez o 1º nome ajude.

Comigo vai tudo bem, obrigada.
Reenvio os cumprimentos e agradeço a atenção.

Di

 
Às 04 agosto, 2005 09:47, Anonymous Anónimo disse...

Se os dados coincidem, restam-me poucas dúvidas que serás mesmo a tal "DI"...ou seja, a única que conheci até então.

Se te disser o 1ºnome não te irá ajudar em nada, mas cá vai, HUGO.
Lembro-me que conhecemo-nos na Fábrica da Pólvora-Barcarena....também não sei se te diz alguma coisa.

Bem, mais uma vez cumprimentos

Tripas

 
Às 05 agosto, 2005 18:14, Blogger Arroz de Estragão disse...

Sim, vocês conhecem-se. Conheceram-se na Fábrica da Pólvora precisamente. Num dia de muita poesia! ;-)

 
Às 05 agosto, 2005 23:25, Anonymous Anónimo disse...

Bem Hugo, assim de repente não estou a ver...
Talvez sejas o namorado duma tipa que leu um poema lindíssimo ...
Ou um outro que tocava mal como o caraças e que animou a malta a noite toda...
Não sei mesmo, eram muitas caras novas para mim...

De qualquer maneira foi agradável "reencontra-te" .
Um beijo para ti.
Até...


Di

 
Às 08 agosto, 2005 10:03, Anonymous Anónimo disse...

Xavier ajuda-me aí um bocadinho...o tipo que tocava mal como o caraças era o Timóteo, só pode!!!
Lembras-te..."Baila Bailarina", foi épico!

Di, pra concluir acho que era o tal namorado da "tipa" que leu um poema lindíssimo. Reencontramos as pessoas nos sítios mais incriveis, eu logo vi que eras a Di...
Também foi agradável reencontrar-te, espero k a vida te ande a sorrir...

Um beijo pra ti e um até já...

Tripas

 
Às 11 agosto, 2005 16:04, Blogger Arroz de Estragão disse...

Tripas: o tipo que tocava mal era o M., mas alterado...

O Baila Bailarina ainda hoje ma lembra...foi Épico, sim!

O poema da tua ex foi...surpreendente...

Inesquecível essa noite, temos de repetir!

 
Às 12 agosto, 2005 09:23, Anonymous Anónimo disse...

O M. que tu te referes era o Miguel? Não tou a ver quem poderia ser....
Já não me lembro do estado do pessoal, mas foi uma noite muito porreira...realmente o poema da Cátia foi espectacular e surpreendente!

E confirma-se então que a tal Di é na realidade aquela rapariga que conheci na Fábrica da Pólvora...


Cumprimentos a todos vou entrar de férias hoje...

bjs e abraços Tripas

 
Às 12 agosto, 2005 21:52, Anonymous Anónimo disse...

Mistério resolvido, Poirot.

Ps:Para começares bem as tuas férias, recomendo-te uma recente descoberta, Aya Kato. Dá uma olhada no site desta artista fabulosa: www.geocities.jp/b_ba_a0530/ .

A sua arte transpira originalidade e sobretudo genialidade. Qualquer um se apaixona no primeiro contacto, com estes autênticos poemas visuais, como foi o meu caso. É uma deambulação visual entre a Arte Japonesa e a Art Nouveu, da qual resulta algo nunca visto. MUITO BOM!

Beijos Di

 
Às 17 agosto, 2005 17:10, Blogger Arroz de Estragão disse...

Tripas: Bom, eu estava a tentar não mencionar nomes, mas pronto, já descortinaste tudo! Ninguém se há-de importar.

Abraço

 

Enviar um comentário

<< Home