quarta-feira, julho 13, 2005

Coisas do Cinema – The Elephant Man (1980)

Este é um filme em que se pode ver David Lynch na sua condição de “realizador comum”. A sequência inicial (atropelamento dos elefantes) permite antever um pouco daquilo que seria a experiência alucinada/alucinante de Lynch nos filmes posteriores, mas em todo este filme existem já propósitos de um grande realizador (como por exemplo, o degradeé que existe entre uma altura em que temos medo do homem elefante até ao momento em que nutrimos carinho pelo mesmo).

Fez-me lembrar aqueles belos esquiços que Picasso desenhou antes de ter enveredado pelo cubismo; desenhava muito bem, mas foi muito mais longe que isso – ainda bem.

Mais é aqui.

5 Comentários:

Às 13 julho, 2005 14:22, Blogger mood disse...

Foi um filme que me marcou para a vida...é brutal. E infelizmente consegue sublinhar tão bem o pior do ser humano...mas também o melhor, pela oposição.BRILHANTE!
Obrigada por recordares...
Bjinhooos

 
Às 14 julho, 2005 02:35, Blogger O Puto disse...

Finalmente comprei o DVD por... 5 euros!

 
Às 15 julho, 2005 14:17, Blogger Pedro. disse...

Se bem que a experiência mais alucinada da sua obra é precisamente a sua primeira longa-metragem: Eraserhead. Três anos antes do Elephant Man...

 
Às 17 julho, 2005 13:44, Blogger FDV disse...

bom filme.

cumprimentos.

 
Às 17 julho, 2005 19:11, Blogger Arroz de Estragão disse...

Pedro.: não vi esse...

fdv: nunca mais fui ao teu blogue...e tenho falhado muitos outros também...mas olha, como já disse antes, a vida, para mim, não é isto, e os intervalos só fazem bem ;)

Um abraço.

 

Enviar um comentário

<< Home