sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Coisas do Desenho


Image Hosted by ImageShack.us


Paula Rego,litografia titulo:Jane Eyre

Caminhei hoje pelo desenho. Senti-me magnificamente.
Durante quatro horas travei uma luta com o papel. Desenho após desenho, um atrás do outro a sensação de poder crescia dentro de mim. Enquanto desenho não é possível pensar em nada, caminho numa espécie de vazio.
Em golpes de vista entre o que desenhava e o papel, travava a minha batalha e a comunicação do desenho dava-se ali naquele instante, majestosa.
Primeiro a caneta (a bic) passeava frenética no papel tentando dar vida ao que via, depois o pincel que majestoso e denso deixava um rasto húmido na folha de papel que até há minutos estava em branco.
Umas ossadas guardadas há anos dentro de caixas de cartão de repente passaram por mim e eu transformei-as em desenho que de uma forma ou outra serão eternos.
Foram horas de magia pura, e deu-me um prazer...
Senti-me única e irrepetível no meu desenho.

1 Comentários:

Às 04 fevereiro, 2005 01:32, Blogger Arroz de Estragão disse...

Post único e irrepetível :-)

Ler-te, assim, é ficar de rastos...

Como diz uma amiga minha: "Hainda havemos de ouvir falar desta senhora!"

Já sabes pôr imagens ;-)

 

Enviar um comentário

<< Home