segunda-feira, agosto 01, 2005

Coisas das histórias – O homem que não chegou a suicidar-se VII

No dia do seu funeral, todos estavam lá e nenhum disse uma palavra sequer. Suponho que o fizeram mais pelo carácter pretensioso e, eventualmente, ofensivo das cartas que lhes haviam sido deixadas e dadas a ler; mais por isto do que pela tristeza liquefeita que sentiam. Não era, e nunca fora suposto alguma destas pessoas desarmar-se; afinal, eram elas que ainda continuavam vivas; eram elas os soldados que, por alguma estranha razão e um intrigante conjunto de coincidências, ainda não haviam sido surpreendidos fatalmente por uma bala inimiga.

Éramos trinta e sete, ao todo; trinta e oito com o padre, que nos levou dez contos pela cerimónia.

A seguir, fomos beber um chá, eu e a Trinta e Três, ex-mulher do meu falecido amigo e minha actual companheira de leito. A conversa que tivemos, já eu aqui vos contei. Ouviu-me em silêncio sem tirar os óculos escuros e o lenço negro que trazia ao pescoço. Encheu um cinzeiro com beatas de cigarro e rematou todo o meu discurso com um “Tenho de deixar de fumar.” – pedi a nossa conta e fomos para o nosso apartamento. Ela foi ler, como costumava fazer nas tardes de domingo; eu fui escrever um livro: este que agora se lê.

Então mas porque é que ele só escreveu três cartas a três pessoas? – perguntou-me ela – Trinta e Três, não era suposto termos lido nada disto; ele queria queimar tudo, juntamente com o seu corpo; ele morreu ligeiramente antes de poder escrever todas as outras...

Aquele foi o seu último cantinho, Trinta e Três, e ele sabia-o bem.

FIM

15 Comentários:

Às 02 agosto, 2005 14:24, Blogger maria borboleta disse...

vibrei com esta história, por sete dias. Tive a honra de ser eu a postar e nunca em momento algum tive vontade de espreitar o fim da história. fielmente, depositava os textos aqui no blog por ordem, conforme me pediste. Chegado o fim, resta-me dizer que é uma honra conhecer-te, cada dia se descobre a tua grandeza! És um artista, e isso vê-se, em coisas como esta! beijos meus

 
Às 02 agosto, 2005 14:53, Blogger Arroz de Estragão disse...

Queria deixar o registo de que só agora vi todos os comentários que cá foram deixados por causa desta história. Estou muito contente com todas as reações! Fico surpreendido por haver gente que gosta tanto do que escrevo e, enfim, para quem se escreve afinal? Em resumo, é bom.

Muito obrigado a todos pelos pertinentes elogios. Há-de haver mais momentos inspirados (e melhores também!).

Borboletinha: muito obrigado, por tudo. Ruborizam-se as minhas bochechas...

Beijos meus

 
Às 02 agosto, 2005 18:17, Anonymous Anónimo disse...

Fiel ao estilo, intenso e frontal ...
Se me afastar o suficiente para não lhe sentir os “espinhos”, consigo dizer que está muito bem escrito, que me prendeu a respiração e a atenção...
Literaturas há parte, é impressionante essa tua capacidade de brilhar Xavier.
Felicidades.

 
Às 03 agosto, 2005 10:39, Blogger Ana disse...

Brilhante ...é isso ! Ora aí está um belo adjectivo para te definir :)
E ainda por cima double -face ( por dentro e por fora )
Beijos
Ana

 
Às 04 agosto, 2005 10:01, Anonymous Anónimo disse...

Bem resta-me dizer pouca coisa, mas principalmente agradecer-te por preencheres estes "furos" de uma maneira tão bonita.

Já conhecia muita coisa tua, mas tens por hábito de ser uma pessoa k surpreende...
Como amigo gosto muito disso, "keep going"!!!
Não vou mencionar mais adjectivos do que aqueles k já foram referidos, pra mim o mais importante é k és meu amigo e ficarão estas e tantas COISAS pra partilhar.

1 grande abraço, cumprimentos

Tripas

 
Às 05 agosto, 2005 18:12, Blogger Arroz de Estragão disse...

Anonymous: quem és tu que se desviou dos "espinhos"; desejaste-me felicidades; e trataste-me pelo nome? Assim não vale!

Ana: Isso é o que todas as tipas mais novas dizem de mim! ;-)

Deixas-me sem palavras...

Beijos para ti.

Tripas: uma vez mais, as tuas preciosas palavras...

Borái preencher um furo com um copo!

Um grande abraço para ti.

 
Às 05 agosto, 2005 23:11, Anonymous Anónimo disse...

Esqueci-me de assinar.

Beijo. Di.

 
Às 08 agosto, 2005 23:57, Anonymous P disse...

o Rei do Hip Hop é mm multifacetado!tou marabilhado!lolol
abraços

 
Às 09 agosto, 2005 10:56, Blogger Ana disse...

heheheh...foram logo escolher o gajo mais "superbockiado" que andava por ali ;)
vai lá vai !!!
anya

 
Às 09 agosto, 2005 16:15, Anonymous Anónimo disse...

este blog xeira mesmo a férias...
Agosto é mesmo o mês do descanso, bom descanso a todos!!!

Arroz espero k tenhas curtido o andanças!!!

Cumprimentos a todos, eu continuo a bulir mas por pouco tempo
Também mereço Férias...

Tripas

 
Às 09 agosto, 2005 20:03, Anonymous P disse...

Representing Andanças Crew!Yeahhh! Fat Props para o Rei do Hip Hop!
Hugs P
ps: vais a paredes?ou o project n te deixa?

 
Às 10 agosto, 2005 13:48, Anonymous Boodah disse...

arroz só te digo isto:

RAVIOLI POWER! o melhor foi a carne e o queijo. :p

 
Às 11 agosto, 2005 15:45, Blogger Arroz de Estragão disse...

Di: Beijos para ti também.

P: ainda tu não viste metade! :-P Um abraço

Ana: é um sintoma daquilo que é o verdadeiro hip-hop (hip-hip)!

Tripas: eu não tou de férias, nem devia fingir que tou...mas olha, precisamos sempre de combustível!

P: paredes não...é demais!

Boodah: graças à carne e ao queijo não passámos mais fome! Ainda tive umas crises gástricas no day after...

Até sábado!

 
Às 16 agosto, 2005 10:03, Blogger .G disse...

...queria só dizer que ainda nao tive tempo para ler os 7posts d'O homem que não chegou a suicidar-se... mas vou ler. prometo... é só assentar durante uma semana, quando o fizer dedico-lhe os 7dias que merecem. abraço.



...e já agora e em código e só para x-xaviermens... bim do norte hontem, bou oje para ho halgarbe, hespero boltar hantes do final de hagosto para fazer projecto... hai hai histo da harquitectura vai mal mas ho resto bai vem. havraços

 
Às 16 agosto, 2005 16:00, Blogger Arroz de Estragão disse...

Tu bê lah!Naum te percas cum gaijas! Esthe anu eh par'acabar'esta'merdah! E quantu au home que não sei quê num sei o que mais, taque iour taime! Um grande avrasso

 

Enviar um comentário

<< Home