quinta-feira, agosto 11, 2005

Coisas da Arquitectura - It's Evolution Baby

Imaginem que podiam ir criar um apartamento à Internet; o vosso apartamento.

Imaginem que o podiam encomendar.

Imaginem que podiam criar a casa que querem ter.

Já esteve muito mais longe de acontecer.

Fica aqui uma simulação de como poderia ser um edifício de dez pisos que repetisse quatro destes apartamentos diferentes.

Eu devia ter-me dedicado mais à disciplina de Programação...


8 Comentários:

Às 11 agosto, 2005 22:05, Anonymous Anónimo disse...

Desta forma não estaria já o meu desejo limitado pelo espaço...

...bem, isto estaria sempre, de qualquer maneira...

E estruturalmente isso não iria trazer problemas ao edifício?

Vamos supor que uma pessoa queria um W.C. na zona x da casa, e os vizinhos a queriam no canto oposto, os cocós andariam a “passear” pela casa toda? Teria de haver limites, penso eu, pelo menos no que respeita há canalização...

E o que é que eu percebo isto, nada , estou a divagar...

A ideia é muito boa deixou-me a pensar!

Aproxima a arquitectura e as pessoas... é interessante.
Personalizar. Isso ia ter imensa aceitação!!
Posso-te dar um conselho? Se a ideia é tua, faz a patente.

Quanto dinheiro é preciso par registar a patente de alguma cs? Imagino que deva ser imenso, mas como é que isso é avaliado e tabelado em termos de preço? Fazes ideia?

Di

 
Às 12 agosto, 2005 13:07, Blogger maria borboleta disse...

isso quer dizer que acabaste PAC? é? VIVA!!! BACI

 
Às 12 agosto, 2005 14:04, Anonymous Anónimo disse...

Era excelente em muitos aspectos, na prática não sei muito bem se haveria ou não muitas condicionantes como por exemplo o assunto das casas de banho (que já foi referido), mas era óptimo para CRIAR o meu próprio espaço, totalmente com a minha cara. Ah sabes conheci o arquitecto Justino Morais assim do nada, abri uma porta e ele ficou a falar imenso tempo comigo. Beijo Su

 
Às 16 agosto, 2005 08:59, Blogger .G disse...

ó right!... ainda bem que isso já lá vai... para que saibas nunca te vi como um pac (pacóvio, palerma ou parvo assistido por computador).

 
Às 16 agosto, 2005 16:10, Blogger Arroz de Estragão disse...

Di: o meu papel neste exercício, foi precisamente definir as restrições que são necessárias para não acontecerem problemas como o que referiste. É uma difícil dialética entre a flexibilidade e as regras. Mas uma coisa é certa, são as regras que definem o que é a liberdade. Quanto à patente, a ideia (um tanto perversa, aliás) não foi minha e, portanto,nada feito...Não faço ideia do preço que custaria.Bisous

 
Às 16 agosto, 2005 16:10, Blogger Arroz de Estragão disse...

Sim!Acabei com ele!beijos, sobrinha!

 
Às 16 agosto, 2005 16:13, Blogger Arroz de Estragão disse...

Su:convida-me para almoçar que eu prometo passar também muito tempo a falar contigo! ;-) Beijos

 
Às 16 agosto, 2005 16:16, Blogger Arroz de Estragão disse...

.g: sou uma prostituta, faço tudo! E olha que até foi bom...

 

Enviar um comentário

<< Home