quarta-feira, dezembro 01, 2004

Coisas de Mulher

As mulheres são tão diferentes... nunca entendi, aquelas que lutam pela igualdade, pela afirmação numa sociedade que dizem ser machista (e depois???). Qual é o sentido de querer ser igual?

Sempre acreditei nas nossas diferenças...e é incrivelmente bom sermos tratadas de forma diferente.

«As mulheres são cor-de-rosa, são umas românticas, sonhadoras! Que chatas!» dizem muitos deles. Então e depois? qual é o problema? Elas precisam de velas, de lua, de flores, de música, de palavras doces e frases feitas e tudo o mais que vos pareça vulgar e digno daqueles romances de cordel.
Somos diferentes bolas! tratem-nos de forma diferente.

Que porcaria de emancipação femenina!!! Então não era bom deixar cair o lencinho para logo um gentil cavalheiro se precipitar em devolver à donzela? Estúpidas! Armaram-se em homens, lixaram-se! agora seduzem, surpreendem, encantam, conquistam...FAZEM TUDO!

Mas há uns dias que as mulheres querem ser aquela mulher do lencinho, e desejam ser tratadas como os seres mais fragéis...em que precisam de um conjunto de vulgaridades e de gestos que a fazem a mais feliz das mulheres. Querem ser tratadas de forma diferente!


Eu hoje sinto-me assim...com vontade de entrar num conto de fadas, onde tudo é mágico e perfeito, onde o meu amor é um príncipe encantado, me beija e me enche de flores...

...mas é só hoje! depois passa! são apenas coisas de mulher!

1 Comentários:

Às 01 dezembro, 2004 22:17, Blogger Arroz de Estragão disse...

Hoje é tudo bem diferente...Não há sempre qualquer coisa de mariquinhas num homem machista? Não há sempre qualquer coisa de masculino numa mulher feminista?

Sabes o que é?..o inevitável orgulho do individualismo; já não falo em sexos, falo em pessoas. De toda a gente que conheci, conheci poucos e poucas que soubessem amar; saber ganhar dinheiro é tantas vezes mais prioritário...

Amar é coisas de homem e coisas de mulher. É o mesmo jogo.

Concordo em tudo o que dizes; mas também gosto de ser seduzido :-) Levem-me daqui...

Mulheres e homens; tão diferentes como iguais...não podemos viver com elas nem sem elas...

Que nunca deixem de largar lenços para eu apanhar.

Beijos.

 

Enviar um comentário

<< Home